segunda-feira, 18 de junho de 2012

 Sem saber se era crime ou castigo
 E se havia outro cordão no meu umbigo
 Pra de novo arrebentar
 Pois eu fui puxado à ferro
 Arrancado do útero materno
 E apanhei pra poder chorar


Raul Seixas

Nenhum comentário:

Postar um comentário