domingo, 28 de julho de 2013

O ódio não é o oposto do amor, o ódio é amor doente, o oposto do amor é a indiferença.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

domingo, 21 de julho de 2013


Quando se comete um erro, tentar consertá-lo é a pior coisa que se pode fazer.
As vezes descobrimos que não somos pessoas tão boas quanto imaginamos ser. E que estragamos a felicidade de pessoas que não mereceriam ter passado pelo nosso caminho torto.
Eu queria te fazer feliz, esse era o meu plano principal, mas talvez eu não seja capaz disso. 
Talvez eu tenha entrado na sua vida pra te causar mais uma decepção, mas eu me recuso.
Me recuso a continuar sendo um mal para você. Entendo a sua raiva de mim. Entendo que não queira mais chegar perto, no seu lugar eu faria o mesmo. 
Eu sinto muito.


O Silêncio é outra coisa que preciso aprender, sou tão falha.
Quando a gente silencia, a gente pensa. E quando a gente pensa, a gente não faz merda.
O surto espontâneo me faz um mal enorme, e eu mal consigo me conter. Se eu aprendesse a arte de silenciar, não me deixava tão a mercê.
"Ficar louco de vez em quando, é necessidade básica para permanecer são" - Osho.
Não deve ser possível. Já que se perde tanto quando fica-se louco.
Eu daria, qualquer coisa, pelo meu silêncio, se fosse possível.

sábado, 20 de julho de 2013


A espera detesta, esperar é perda de vida.
A espera é dor inevitável, no mínimo, quando você espera a alegria de retorno satisfatório será mansa, mas na verdade a decepção é quase certa.
Quando você espera, o mundo pára, e as horas vão passando destemidamente devagar.
Ouve-se a respiração, sente-se o bater da agonia no peito, e cada piscada de olho te mostra mais covarde.
Quando você espera, anula todas as possibilidades de pulso, de sentido e tato.
Você espera e fica injustamente invisível.
Você espera, o momento pausa, silencia, entonteia e cansa.